www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Entrevistas
26/11/2008
Costa Rica tem defasagem de Psicólogo: “Quero ser ouvido pelo prefeito Baird” diz Magno

A psicologia em Costa Rica ganha projeção no Estado e passa a ser valorizada pela comunidade, mesmo não sendo valorizada pelos gestores da saúde que ainda estão atrasados em relação a esta ciência; mesmo assim, o Psicólogo José Magno Macedo Brasil, 44 anos, formado há vinte vem se despontando na área clinica e social no município. Magno atende cerca de 150 pacientes/mês no PSF (Programa de Saúde da Família) ou posto de saúde, como é mais conhecido pela população.

Homem simples, de fala tranqüila e fácil acesso, ele enfrenta as dificuldades e falta de apoio do poder público para fazer um trabalho de qualidade. Implantou o grupo Amor-Exigente no município, reúne todas as terças-feiras e já conta com cerca de trinta participantes.

Para o psicólogo essas ações o projetaram para um momento importante de sua carreira profissional: a valorização e o reconhecimento profissional à nível estadual e interestadual. “O meu trabalho em Costa Rica é referência estadual, principalmente pelas dificuldades enfrentadas”, diz Magno.

No último dia três de novembro foi recebido pelo Presidente do Conselho de Psicologia de Mato Grosso do Sul, Marco Aurélio Porto Carreio e a diretoria da entidade, estiveram reunidos por cerca de quase três horas. “Fui informado que o conselho reconhece e referenda o trabalho social desenvolvido por mim em favor da população”.

Magno está à cerca de cinco anos tratando de pessoa com as mais variadas patologias e afirma ter conseguido resultados importantes. Com muita paciência, responsabilidade e ética atende em uma sala de aproximadamente 3x2 na unidade central de saúde.

Ele faz questão de frisar que seu trabalho é público e está à disposição de toda a comunidade.

Magno está vivendo o auge da carreira. Foi apresentado ao presidente do CREPOP – (Centro de Referencia Técnica em Psicologia e Políticas Públicas) e foi informado que será tabulada uma pesquisa para medir a abrangência do trabalho individual e social desenvolvido por ele no município de Costa Rica.

O profissional da saúde se orgulha em dizer que atende no serviço público do município aproximadamente 150 pacientes mês: “estou a 400 km da capital e faço um trabalho importante para a sociedade no serviço público”.

Foi convidado para representar Costa Rica em uma reunião com o presidente do Conselho Federal de Psicologia no próximo dia 14 de dezembro na Sede da Uniderp/Anhanguera em Campo Grande.

Há 20 anos exercendo a psicologia, fala com convicção do trabalho desenvolvido na unidade de saúde e no grupo Amor-Exigente. “Fico contente em ver os pacientes felizes. Eu tinha como meta mostrar que a psicologia no serviço público é necessária e importante para dar qualidade de vida as pessoas, ver as pessoas viverem bem. Isso é gratificante” - conclui.

A psicologia hoje não é pra louco, acabou esse estigma. “99% dos pacientes atendidos por mim são dos mais variados seguimentos sociais, humildes e bem abastados”.

José Magno acredita que há uma confiança da população pelo resultado do seu trabalho, mas ressalva que há boicote pelo poder público: “mesmo com todo o boicote e dificuldades que tive os resultados estão ai, é o reconhecimento da população”.

Magno teve seu salário reduzido em R$ 1.000,00 pelo prefeito Waldeli dos Santos Rosa depois de ter recebido uma gratificação no salário do mesmo valor autorizado pelo vice-prefeito Edson Martins Moraes. “Boicote, perseguição e retaliação, eu sofri tudo isso aqui”.

Em virtude desse desrespeito para com o profissional ele tem manifestado publicamente a vontade de se mudar da cidade, inclusive já tem propostas para trabalhar em outros municípios.

A defasagem de profissionais na área da psicologia é enorme, ainda há muito a ser feito: “espero que o prefeito Jesus Queiroz Baird, que vai assumir, aceite o que nós temos para falar sobre a psicologia em Costa Rica”.

Hora da Notícia

Notícias em Destaque
18/09/2020 Aclamado em 2018, PSL chega para campanha rachado e com disputa na Justiça
18/09/2020 Estudante morre após procedimento estético em clínica clandestina na fronteira com MS
17/09/2020 Eleições 2020: TSE libera ferramenta para consulta de candidaturas
17/09/2020 IBGE: insegurança alimentar grave atinge 10,3 milhões de brasileiros
16/09/2020 STF revoga habeas corpus e manda tenente-coronel voltar à prisão para cumprir 20 anos
 
     COLUNISTAS
  
     GALERIA DE FOTOS
Vereadores outorgam títulos de cidadão a diversas personalidades
  
Imagem do dia
Policia civil de Costa Rica queima quase 600 quilo de maconha
 


   
João Maria Lós, presidente do TRE:
    
   
Ramiro Piergentile Neto
Direito de Opinar
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   horadanoticiaredacao@hotmail.com   |   Costa Rica - MS