Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Nota da Hora
12/03/2018 - 11:55
Vereador bravão manda descer porrada em índio, mas pros patos e tucanos abaixa a bola

André Salineiro. Vereador  pelo PSDB, eleito com discurso contra corrupção, baseado no simples  fato de  ser um agente da Polícia Federal,  o que, por si só, não sustenta a  integridade de ninguém. Agora, em plena sessão de  uma Câmara Municipal, diz, com todas as letras, na  possibilidade da polícia descer  o cacete em  manifestantes.
 
Pra início de conversa, o vereador, como policial que é, pode ir lá e seguir o próprio discurso.  Vá lá Salineiro: encare o grupo de manifestante que fechou BR em Campo Grande lutando por uma SAÚDE MELHOR. Vá lá  e veja se o senhor aguenta dez minutos de  porrada.  Mandar os outros fazer o serviço é muito fácil...
 
“Tem que chegar o policiamento e, se não tiver conversa, tem que descer o cacete mesmo, tem que apanhar porque eles vão revidar e aí é hora de apanhar porque, senão não vão mudar essa atitude e todos seremos prejudicados”, essa foi a  frase do parlamentar, eleito em um estado democrático de direito, sobre protesto em  prol da saúde realizado  por  indígenas de todo  Mato Grosso do Sul. (leia mais clicando aqui)
 
Salineiro deve saber, como bom agente  federal que é, que indígenas são responsabilidade federal e sofrem com as mazelas de um governo delinquente do ponto de vista humano. Se não concorda com tal tratamento dado ao grupo étnico, que lute para  mudar a Constituição e não incitando a violência, o que – como o concursado deve saber – também é crime nesse País sem leis.
 
Interessante notar também como o policial vereador é machão com indígenas, mas pianinho com o resto. Quando uma legião de patos trancou a Afonso Pena, aí  nada de descer a porrada! Pelo contrário, elogios e fotos em redes sociais. Ué, mas também não prejudica via pública, nobre vereador?
 
Quando se trata de tucano então, o parlamentar baixa ainda mais a bola. Já está famosa na Câmara Municipal discussão acalorada que Salineiro teve com dirigente do PSDB  na semana passada, com direito a dedo  no  rosto e tudo! Mas deu porrada? Nada! Com os tucanos,  Salineiro é o mais puro ser democrático. Um amor de pessoa!
 
Eleito para representar todo o povo de Campo Grande, inclusive a alta proporção de  indígenas que aqui vivem, o tal André Salineiro tem que aprender que, na democracia, nada se resolve na porrada. E se quer mesmo dar um pau nos outros, vereador, que vá lá e encare sozinho e não mande a polícia fazer seu serviço sujo.
 
Em tempo: a manifestação não foi por falta de atenção, medicamentos ou outros. Na realidade, a Sesai (Secretaria de Sa´ude  Indígena) fez uma licitação viciada e passou a organização da Saúde Indígena em MS, que estava havia 19 anos com a Missão Caiuá para um hospital de Sabará, interior de Minas Gerais, sem nenhuma experiência em saúde indígena. 
Tiro Livre

Vinícius Squinelo

Top Midia News

 
 
 
   
Crise levou chefes de família ao desalento’, diz economista
    
   
Lincoln Secco
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS