www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Polícia
19/04/2015 - 07:53
Lutador descontrolado mata hóspede de hotel após discutir com namorada
CGrandenews
Rafael, de Azul
Rafael, de Azul
Um lutador profissional de artes marciais de Araçatuba (SP), que estava em Campo Grande para participar de um evento de lutas durante este final de semana, foi preso como suspeito de homicídio na noite de ontem (18). Após discutir com a namorada, Rafael Martinelli Queiroz, 27 anos, teria espancado até a morte Paulo Cézar de Oliveira, 49, em um hotel localizado na Avenida Afonso Pena, Bairro Amambaí. A vítima não conhecia o casal e estava hospedada na Capital por motivo de trabalho.
 
De acordo com o boletim de ocorrência, Rafael chegou ao hotel por volta das 22h, foi até o quarto 221, no segundo andar, onde estava hospedado, e iniciou uma discussão com a namorada por causa de ciúmes.Ele agrediu a mulher de 24 anos que fugiu pelos corredores do estabelecimento.Descontrolado, o lutador saiu procurando por ela e bateu à porta no primeiro quarto que encontrou, no caso, o 216 que era ocupado por Paulo. Sem imaginar o que poderia acontecer, Paulo abriu e começou a ser violentamente agredido, sem motivos aparentes.
 
Segundo a polícia, o suspeito golpeou a vítima até ela ficar inconsciente. No local havia uma cadeira destruída que pode ter sido usada como arma durante as agressões. Em seguida ele foi até à portaria e entregou para a recepcionista uma corrente alegando pertencer ao hóspede do 216.
 
Suspeitando dos barulhos que havia ouvido, a funcionária subiu para devolver o objeto, quando encontrou a vítima caída, sem vida, e os quartos e corredores destruídos.
 
A polícia foi acionada e deu voz de prisão a Rafael. Durante a abordagem ele chegou a confessar que havia batido na vítima, mas não sabia se a tinha matado. Com apoio do Batalhão de Choque da Polícia Militar, ele foi conduzido até a sede do Garras (Grupo Armado de Resgate e Repressão e Assaltos e Sequestros), sendo autuado em flagrante por homicídio doloso qualificado por motivo fútil e sem chance de defesa da vítima, violência doméstica (lesão corporal) e dano qualificado. No local os peritos apreenderam objetos do autor que podem ser usados como prova.
 
O nome de Rafael estava entre os destaques do evento, que aconteceu ontem no Circulo Militar.
 
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
   
Previdência: reforma corta pensão por morte pela metade e prejudica os cônjuges
    
   
Reforma da Previdência:
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS