www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Polícia
23/07/2015 - 16:00
Governador muda 2º escalão de agência alvo de operação
Foto: Valdenir Rezende
Correio do Estado
Governador Reinaldo Azambuja
Governador Reinaldo Azambuja
Alvo da Operação Lama Asfáltica e local de trabalho de grande parte dos investigados por fraudes em licitações, a Agência Estadual de Empreendimentos (Agesul) teve mudança no segundo escalão. O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) nomeou novo coordenador de área da agência nesta quinta-feira (23).
De acordo com divulgado no Diário Oficial do Estado (DOE), o diretor-executivo da agência, Helianey Paulo da Silva, acumulará o cargo de chefe da Coordenadoria de Empreendimentos Viários da Secretaria de Estado de Infraestrutura.
 
Helianey irá substituir servidor afastado da função no início do mês depois de determinação judicial. O nome do servidor que ocupava o cargo não foi divulgado.
 
AFASTADOS
 
Os servidores da Agesul afastados do cargo depois de ordem expedida pela 5ª Vara Federal de Campo Grande foram Wilson Roberto Mariano de Oliveira, Hélio Yudi Komiyama, Marcos Tadeu Enciso Puga e Márcia Alvarez Machado Cerqueira.
 
Eles foram suspensos depois da “Operação Lama Asfáltica” que apura fraudes em licitações que causaram rombo de R$ 11 milhões nos cofres públicos. O empresário João Krampe Amorim, o que mais conquista licitações do Governo e da Prefeitura também é alvo da investigação.
 
De acordo com a Polícia Federal, as investigações começaram em 2013 e apontaram existência de esquema de superfaturamento de obras “mediante prática de corrupção de servidores públicos e fraudes a licitações, ocasionando desvios de recursos públicos”. A organização criminosa atua no ramo de pavimentação de rodovias, construção de vias públicas, coleta de lixo e limpeza urbana. 
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 


   
Previdência: reforma corta pensão por morte pela metade e prejudica os cônjuges
    
   
Reforma da Previdência:
    
   
    
   
José Edson Narciso

Salve, Salve pra você

Neste dia tão especial. O Hora da Notícia deseja&...

    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS