www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Agronégocio
12/08/2015 - 12:30
Figueirão é exemplo em aplicações de recursos do último Plano Safra
Aline Lira/Agaer
Por ser um município de pequeno porte, Figueirão que fica distante a 226 km de Campo Grande, é exemplo de boa gestão em recursos do Plano Safra da edição 2014/15. Com a aprovação de R$ 2 milhões em projetos pelo  Pronaf (Programa Nacional da Agricultura Familiar), a cidade foi considerada a primeira no ranking de liberação de linhas de crédito, entre as comarcas que possuem a agência do Banco do Brasil de nível 6. A média nacional em liberação de investimentos em postos bancários desse tamanho fica abaixo de R$ 1 milhão.
 
Os dados foram repassados ao diretor-presidente da Agência, Enelvo Felini, pelo prefeito de Figueirão, Rogério Rosalin e o coordenador municipal da Agraer, Fernando Barbosa Martins, durante reunião realizada no gabinete da Prefeitura, na última sexta-feira (7). “Temos aqui uma cidade modelo. É a comprovação de que o tamanho não é motivo para empecilhos de se conseguir ótimos resultados no campo. Com uma boa administração se chega a ótimos resultados”, observou Felini.
 
Segundo o prefeito Rogério Rosalin, os números chamaram tanto a atenção que em junho deste ano o superintendente Estadual do Banco do Brasil de MS, Evaldo Souza, fez questão de viajar até a cidade. “A notícia chegou até a Capital e o superintendente fez questão de conhecer a prefeitura e a agência para ver de perto os trabalhos realizados”, disse.
 
Leite Forte
 
Mas os bons índices de Figueirão não se limitam apenas a boa gerência dos recursos do Pronaf. No campo, a quantia de leite ordenhado diariamente também é sinônimo de satisfação. “Se contabilizar todas as pequenas propriedades são cerca de 35 mil litros mês que são produzidos no município”, afirmou a veterinária que trabalha pela Agraer, Marciana Ramos.
 
Para o coordenador municipal da Agraer de Figueirão, Fernando Martins, o segredo está no tratamento dado ao rebanho. “Alimentação eficiente à base de cana-de-açúcar e silagem, por exemplo, associada a um bom trabalho de assistência técnica da Agraer ajuda na estabilidade da ordenha mesmo em período de entressafra”, avaliou.
 
De acordo com informações da Agraer local, os trabalhos na região não param e o município já segue com o processo para instalação do selo SIM (Serviço de Inspeção Municipal) e para a criação da primeira feira da agricultura familiar.
Atualmente, Figueirão conta com os produtores oriundos de pequenas propriedades e da comunidade remanescente quilombola Santa Tereza. Entre meio rural e urbano a cidade contabiliza cerca de 3 mil habitantes.
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 


   
Previdência: reforma corta pensão por morte pela metade e prejudica os cônjuges
    
   
Reforma da Previdência:
    
   
    
   
José Edson Narciso

Salve, Salve pra você

Neste dia tão especial. O Hora da Notícia deseja&...

    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS