Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Polícia
18/06/2017 - 08:30
Gaeco e Choque voltam a fazer buscas em presídio pela 2ª vez na semana
Foto: Campo Grande News
Campo Grande News
GAEGO faz buscas em presidios
GAEGO faz buscas em presidios
O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) e policiais militares do Batalhão de Choque fazem buscas, pela segunda vez na semana, no sistema penitenciário de Campo Grande.
 
Hoje, o alvo é o Centro de Triagem Anízio Lima, na Rua Indianápolis, no Jardim Noroeste.
 
São pelo menos 25 homens com seis viaturas, sendo do Batalhão de Choque, Polícia Militar e carros descaracterizados do Gaeco. Ainda não há detalhes sobre a ação. O Campo Grande News procurou a assessoria de imprensa do Ministério Público, mas a ligação não foi atendida.
 
Na Segunda-feira (12), o Gaeco deflagrou a Operação Chip no IPCG (Instituto Penal de Campo Grande) para apurar crimes de corrupção, peculato, tráfico de drogas e associação para o tráfico. Na ocasião, três pessoas foram detidas, entre elas um servidor.
 
Na casa do agente penitenciário Cleiton Paulino de Souza, preso na operação, os agentes encontraram 23 celulares, alguns embalados e prontos para serem entregues no presídio, além de uma balança de precisão e R$ 8,6 mil em dinheiro. Também foram apreendidos, durante buscas no presídio, celulares, carregadores, fones de ouvido, chips, maconha, cocaína e alimentos, que eram comercializados de maneira irregular no estabelecimento penal.
 
Um dia depois, na terça-feira (13), a Polícia Federal desencadeou a Operação Cerberus para investigar organização criminosa especializada em contrabando de armas. Os investigados, segundo a PF, planejavam resgatar o preso Tiago Vinícius Vieira, 31 anos, interno do Presidio de Segurança Máxima e matar agentes penitenciários. Na cela de Tiago foi encontrado celular. O grupo que ajudaria na fuga, sendo três homens e uma mulher, foram presos na região sul da Capital com armas, carros, coletes a prova de balas e dinheiro
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
Partidos se unem por fundo público de financiamento de campanha: R$ 3,5 bi
    
   
Carta Capital
    
   
    

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS