www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Política
08/01/2018 - 14:42
Tribunal de Contas abriga de ex-políticos a parentes de "gente importante" de MS
Foto: Geovanni Gomes
Top Midia News
Com cerca de 240 cargos comissionados, o Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul serve para acomodações políticas e também de parentes de envolvidos na administração pública do Estado, conforme denúncias encaminhadas ao Ministério Público Estadual.
 
No portal da transparência do Tribunal de Contas consta a relação de todos os servidores comissionados da Corte. Entre eles, é possível ver parentes de conselheiros do próprio TCE/MS e também de secretários de Governo e de procuradores de justiça.  
 
O filho do Conselheiro Márcio Monteiro, Fabio Alves Monteiro, ganha salário de R$ 21 mil. É nomeado desde 2011 no gabinete da ex-conselheira Marisa Serrano, e mesmo após a aposentadoria de Marisa, ele continua nomeado no gabinete, que agora é do conselheiro Flávio Kayatt.
 
A ex-secretária de Estado, Thie Higuchi, é nomeada desde fevereiro de 2015 como assessora de conselheiro com salário de R$ 11 mil e atua na inspetoria de controle externo de atos de pessoal.
 
A ex-mulher do presidente do Tribunal de Contas, conselheiro Waldir Neves, Alessandra Larreia Ximenes é nomeada no início de 2015 e recebe salário de R$ 17 mil. A ex-esposa do conselheiro Ronaldo Chadid, Judite Maria Grossl, também é nomeada com salário de R$ 9 mil.
 
Também é nomeada a filha da secretária de Educação, Maria Cecilia Amêndola,  Viviane Amêndola da Motta, no cargo de assessor de inspetoria na Escoex, com salário de R$ 11 mil. O ex-presidente da Câmara Municipal de Rio Negro, George Washington Ramos também é nomeado no cargo de assessor de inspetoria e ganha R$ 11 mil por mês.
 
Também consta na denúncia encaminhada ao Ministério Público Estadual que o cunhado do Procurador de Estado Nilton Kioshi Kurashi, Glaucio Hashimoto, também é nomeado desde 2016 no TCE com salário de R$ 17 mil. O cunhado do deputado federal Vander Loubet (PT), Vivaldo Chagas da Cruz, também aparece na relação nomeado com cargo de R$ 11 mil.
 
Três filhos do ex-conselheiro Osmar Ferreira Dutra também são comissionados no TCE. Astolfo Dias Ferreira Dutra com salário de R$ 6 mil, Cristina Dias Dutra recebendo R$  5 mil e Mônica Dias Ferreira Dutra com salário de R$ 6 mil.
 
Conforme o portal da transparência, o gasto mensal com folha de pagamento no Tribunal de Contas é de R$ 9 milhões. O Orçamento do Estado para 2018 prevê repasse de R$ 274,9 milhões para o Tribunal de Contas.
 
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
A rebelião dos juízes
    
   
O Estado de São Paulo
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS