Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Política
12/03/2018 - 22:05
Elizeu Dionízio vai sair do PSDB e avalia convites do PSL e Podemos
Foto: Divulgação
CGrandenews
O deputado federal Elizeu Dionízio (PSDB) já informou o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) que vai deixar o "ninho tucano" durante esta janela partidária, faltando sete meses para eleição. Ele está avaliando convites de outros partidos, entre eles do PSL e Podemos, para decidir em que legenda vai tentar reeleição na Câmara Federal.
 
De acordo com a assessoria, Elizeu informou ao governador que deixaria o PSDB para buscar um partido onde tivesse "mais espaço político", por isto está avaliando o cenário eleitoral para fazer sua escolha. Um dos convites é do PSL que se reforçou nesta janela, com a chagada do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ), pré-candidato à presidência.
 
A assessoria confirmou que o deputado tem "afinidade política" com Bolsonaro, e boa relação na Câmara Federal. O Podemos também já entrou em contato com o parlamentar para "reforçar" a chapa, que já conta com o pré-candidato ao Senado, Francisco Maia, ex-presidente da Acrissul (Associação de Criadores de Mato Grosso do Sul).
 
Segundo a equipe do tucano, Elizeu não precisaria utilizar a "janela partidária", já que quando trocou o partido Solidariedade pelo PSDB, em outubro de 2015, havia uma carta e um acordo entre os partidos, que deixava o parlamentar "livre" para trocar de partido, ao longo do mandato.
 
Elizeu assumiu no começo 2015 a vaga na Câmara Federal, como suplente de Márcio Monteiro, que na época optou por comandar a Sefaz (Secretaria Estadual de Fazenda), ao invés de ir para Brasília. Com a ida de Monteiro para o TCE (Tribunal de Contas Estadual) em novembro de 2017, Dionízio ficou com o mandato em definitivo de deputado federal.
 
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
A irmandade dos falsos cegos
    
   
Lincoln Secco
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS