www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Polícia
13/03/2018 - 06:58
Meta é atingida, mas 55 mil ficarão de fora da biometria
Foto: Valdenir Rezende
CGrandenews
 
 
Ao menos 55 mil eleitores vão deixar de fazer o cadastramento biométrico até domingo (18), quando o serviço se encerra. A capacidade total do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS), nos três locais de atendimento, nesta última semana, é de cerca de 40 mil cidadãos. No entanto, a meta de 80% do eleitorado já foi atingida e não há prazo para prorrogação do atendimento. 
 
Maior parte dessas pessoas envolve as que se mudaram de Campo Grande, para outro estado ou País, e não solicitaram a transferência do título, segundo a assessoria de imprensa do Tribunal Eleitoral. 
 
De acordo com o chefe de cartório da 44ª zona eleitoral, Wilson Borba, já foram atendidos 523 mil eleitores até o domingo, dia 11. “Faltam 95 mil eleitores do total, mas é humanamente impossível atender esse número de gente [até dia 18]. Nossa capacidade é menos de 40 mil”, ressaltou. O total de eleitores que deveriam passar pela biometria é de 618 mil.
 
Quem integra esse número de eleitores que deixou para a última hora terá de ter paciência e esperar horas nas filas dos postos de atendimento. “Está demorado porque não conseguimos atender ao grande fluxo que estamos recebendo. Temos 50 atendentes no fórum e 75 no Memorial da Cultura”.
 
Foi o caso de Juliana Silveira, 28 anos,  atendente de telemarketing. “Cheguei era por volta de 14h. A fila estava enorme, mas, como está nos últimos dias, achei melhor esperar. Quero fazer concurso da Polícia Militar e não posso ter o título cancelado. Mas se não fosse isso nem teria feito”, afirmou. A reportagem falou com ela por volta das 15h30min de segunda-feira (12) e ela estava prestes a ser atendida.
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
Crise levou chefes de família ao desalento’, diz economista
    
   
ESTADÃO
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS