Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Polícia
12/04/2018 - 08:57
"Quadrilha do Transporte" pode ter desviado R$ 1 milhão de prefeituras em MS
Foto: Divulgação
Midiamax
O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) identificou, após cumprir 19 mandados de busca e apreensão em Bela Vista e Caracol – a 324 km e 384 km de Campo Grande – que funcionários públicos teriam desviados R$ 1 milhão dos cofres públicos por meio de uma empresa de transportes. Oito pessoas foram presas temporariamente na “Operação Linha Marcada”, entre elas secretários da Prefeitura de Bela Vista.
 
Conforme nota divulgada pelo MP-MS (Ministério Público) foram presos servidores públicos, secretários da prefeitura de Bela Vista e também empresários da cidade de Caracol. Os detidos são suspeitos de integrarem associação criminosa atuante na fraude de licitações e contratos com a prefeitura.
 
Esquema funcionava, basicamente, em prestações de serviços público de transporte. As buscas pelas equipes do Gaeco, onde participaram também policiais do DOF (Departamento de Operações de Fronteira), ocorreram em 19 locais nas duas cidades, incluindo as casas dos suspeitos. Armas, munições e quantia em dinheiro foram apreendidos.
 
Além disso, as sedes das Secretarias de Educação e Saúde foram vistoriadas pelos agentes. Os mandados judiciais foram expedidos pelo Juiz da Comarca de Bela Vista e a investigação conduzida pelo Promotor de Justiça William Marra Silva Júnior, titular da Promotoria de Justiça de Bela Vista, e pelo Gaeco.
 
A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Bela Vista, mas setor estava em reunião. O prefeito, Reinaldo Miranda Benites, também foi contatado, no entanto as ligações não foram atendidas.
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
A irmandade dos falsos cegos
    
   
Lincoln Secco
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS