Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Geral
06/06/2018 - 21:24
MP firma acordo com empresas para equilibrar preço dos combustíveis e gás em Costa Rica
Foto: Reprodução
CGrandenews
O Ministério Público Estadual) firmou acordo com empresas para evitar preços abusivos de combustíveis e gás de cozinha GLP, em Costa Rica, Os revendedores de gás GLP firmaram o compromisso de cobrar preços ao consumidor, à vista, no valor máximo de 75 reais.
 
Na hipótese do aumento anunciado pela Petrobrás ser efetivado, o preço máximo a ser praticado será o de 80 reais nos próximos 30 dias. O compromisso é firmado pelos revendedores de gás para vigorar pelos próximos 30 dias.
 
Já os proprietários de combustível firmaram compromisso de cobrar dos consumidores preços de até 10% sobre o valor da nota fiscal de aquisição do óleo diesel; em 13% sobre o valor da nota fiscal da gasolina e em 15% sobre o valor da nota fiscal de aquisição do etanol.
 
Em ocasiões que o custo implicar na realização do frete, o valor será considerado para fixar o preço final da bomba. O acordo entre as empresas e o MP-MS é válido por 60 dias.
 
O MP-MS irá participar, junto com o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato Grosso do Sul) irá apurar o preço na distribuidora de Campo Grande, com objetivo de saber a razão de o preço da Capital estar mais barato, em comparação com os preços do interior.
 
O MP-MS e o Procon-MS também vão investigar a diferença de preços de venda dos combustíveis para os “postos bandeirados” e postos de “bandeiras branca”. A mesma reunião vai apurar a diferença entre os preços do gás GLP na Capital e no interior.
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
Crise levou chefes de família ao desalento’, diz economista
    
   
Lincoln Secco
    
   
    
   
José Magno Macedo Brasil
O psicólogo José Magno Macedo Brasil completa mais um ano de vida hoje (17) de junho. Magno traz con...
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS