Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Política
08/06/2018 - 07:55
Um em cada quatro Municípios pode ter surto de dengue, zika e chikungunya
O novo Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) indica que 1.153 Municípios brasileiros (22%) apresentaram um alto índice de infestação pelo mosquito. Com isso, aumenta o risco de surto para dengue, zika e chikungunya. É preciso intensificar as ações de combate ao Aedes aegypti, mesmo durante o outono e inverno, em todo o país.
 
Ao todo, 5.191 Municípios realizaram algum tipo de monitoramento do mosquito transmissor dessas três doenças. “O resultado do levantamento indica que é necessário dar mais atenção nas ações de combate ao mosquito. A prevenção não pode ser interrompida, mesmo no período mais frio do ano”, alerta o secretário de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, Osnei Okumoto.
 
A continuidade das ações é importante para manter baixos os índices de infestação, justamente para quando chegar a época de maior reprodução do mosquito Aedes aegypti.
 
O LIRAa é um instrumento fundamental para o controle do mosquito e das doenças transmitidas por ele. Com base nas informações coletadas, o gestor pode identificar os bairros onde estão concentrados os focos de reprodução do Aedes aegypti, bem como o tipo de criadouro predominante. O objetivo é que, com a realização do levantamento, os Municípios tenham melhores condições de fazer o planejamento das ações de combate e controle do mosquito.
 
Com informações da Agência Saúde
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
A irmandade dos falsos cegos
    
   
Por Benedicto Ismael Camargo Dutra

    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS