www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Política
08/06/2018 - 14:48
Aliança entre PRB e PDT pode selar vice de Odilon e segunda vaga ao Senado
Foto: A Critica
Midiamax
Ainda sem uma união oficial, a aliança entre o PDT, do pré-candidato ao Governo do Estado Odilon de Oliveira, e o PRB de Pedro Chaves, que busca reeleição ao Senado, pode selar a chapa na disputa majoritária pelos partidos. Assim pensa o vereador Odilon de Oliveira Junior, que coordena a campanha do pai.
 
Isso ocorre porque o PDT tem uma vaga aberta ao Senado, já que a outra pertence a Chico Maia (Podemos), e também está à procura de alguém para ser vice do juiz aposentado Odilon.
 
A proximidade com Pedro Chaves fecharia uma destas demandas e ajudaria a resolver outra, já que sua esposa, Reni Domingos Chaves, é cotada a ser postulante à vice-governadora.
“Existe esses burburinhos, as pessoas pedem o nome dela [Reni] também, mas hoje existe um impeditivo, ela está no PRB, que não tem uma aliança formal com o PDT”, ponderou Odilon Junior ao Jornal Midiamax. No entanto, não poupou elogios ao casal.
 
“São ótimos nomes. O senador vem fazendo um bom trabalho em Brasília e ela tem um histórico maravilhoso na área de educação e é professora, mulher, e tem muito a contribuir”, avalia.
 
Odilon também revelou que o PDT tem a intenção de ter chapa pura na disputa para a Assembleia Legislativa, mas que “está aberto a conversar com qualquer partido”.
 
Caso a relação com o PRB não se concretize, os pedetistas avaliam fazer uma pesquisa para ver qual é o melhor nome para as vagas em aberto.
 
“Nós temos alguns nomes tanto de mulheres quanto de empresários de Campo Grande e Dourados. Nós temos que fazer um projeto político e, nas alianças, você tem que fazer uma concessão para poder alcançar o objetivo”, conclui Odilon Junior.
 
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
Crise levou chefes de família ao desalento’, diz economista
    
   
ESTADÃO
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS