www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Política
23/06/2018 - 09:42
André e Azambuja poderão ficar com pedaços do DEM na campanha
Foto: Victor Chileno
Correio do Estado
Os pré-candidatos a governador Reinaldo Azambuja (PSDB) – à reeleição – e André Puccinelli (MDB) terão apoio de pedaços do DEM na campanha eleitoral. A profunda diferença de opinião da bancada estadual e federal sobre qual lado ficar na sucessão do Estado abriu fissura no partido. Na segunda-feira (25), os democratas pretendem anunciar com qual partido vão se aliar. O discurso será de unidade, mas na prática as divergências são nítidas e a separação das correntes internas é real. Cada uma poderá buscar o rumo oposto durante a campanha eleitoral.
 
O racha no DEM é visível no discurso das correntes da cúpula partidária. Os deputados federais Tereza Cristina e Luiz Henrique Mandetta não escondem a preferência em subir ao palanque de André, enquanto os estaduais Zé Teixeira e José Carlos Barbosa, o Barbosinha, defendem aliança com Azambuja. Cada grupo não abre mão de sua posição sobre o rumo na sucessão estadual.
 
Diante desse imbróglio, o candidato a governador terá apenas apoio de uma parte do partido, no caso de oficializar a aliança, porque a outra estará na campanha do seu principal rival. Os deputados estaduais e federais disputam qual corrente vencerá a queda de braço na discussão de aliança.
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
Crise levou chefes de família ao desalento’, diz economista
    
   
Lincoln Secco
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS