Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Economia
04/07/2018 - 06:47
Novo terminal ferroviário de Chapadão do Sul melhora logística e já reflete na renda do produtor
Foto: Reprodução
O novo terminal ferroviário de Chapadão do Sul, que será inaugurado nesta quarta-feira (4.7), já representa uma melhoria significativa na renda dos produtores da região ao reduzir custos com transportes e melhorar a logística, afirma o secretário de Estado Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck.
 
“Desde o início do Governo, temos feito um trabalho forte com a Rumo para reativação desse terminal. O foco é a melhoria e a redução dos custos logísticos. Sempre que o Governo fala de uma estratégia de melhoria logística, está procurando meios que faça uma redução de custos. E a ferrovia, como meio já estabelecido, gera transporte mais eficiente e barato”, pontua.
 
A Rumo Logística (concessionária que administra a Ferronorte), em parceria com a ECTP (Engelhart Commodities Trading Partners), investiram R$ 27 milhões na ampliação do Terminal de Chapadão do Sul, que passa a ter capacidade para embarcar até dois milhões de toneladas de grãos ao ano, crescimento estimado superior a 300%. Reativado em fevereiro de 2017, o terminal movimentou 600 mil toneladas de soja e milho até o fim do ano.
 
O plano de obras foi dividido em duas etapas: começou pela reforma estrutural do terminal para garantir a reativação das operações e, em seguida, na segunda fase, os serviços foram concentrados na ampliação da estrutura. Foram instalados um novo tombador e duas novas tulhas, com aumento na capacidade estática de 9 mil para 39 mil toneladas.
 
Jaime Verruck prevê que o terminal deva atrair a produção de toda região Norte do Estado e até de municípios de Goiás que fazem divisa com Chapadão do Sul. “Isso mostra que, quando a logística é mais competitiva, ela gera um aumento direto de renda e na economia”, pondera.
 
O secretário lembra que, nessa mesma ferrovia, foi inaugurado no ano passado o terminal de celulose de Aparecida do Taboado. “Então, hoje essa ferrovia já está levando celulose, agora a parte de grãos e, futuramente, etanol. Portanto ela está focada em commodities. Dessa forma nós podemos, a partir desse terminal, mandar etanol para São Paulo e trazer combustível de São Paulo para Chapadão.”
 
A Ferronorte ou Ferrovia Norte Brasil (EF-364) estende-se por 755 quilômetros, de Santa Fé do Sul (SP) a Rondonópolis (MT), cortando em seu trajeto o Nordeste de Mato Grosso do Sul. A Ferronorte, junto com a Malha Paulista, forma o principal corredor de exportação agrícola do Brasil, ligando as regiões produtoras de grãos do Centro-Oeste brasileiro ao porto de Santos.
 
 
Assessoria
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
A irmandade dos falsos cegos
    
   
Lincoln Secco
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS