Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Política
08/07/2018 - 18:20
Mais dez vereadores caem em investigação da farra das diárias; investigado alega erro técnico
Foto: Divulgação
Top Mídia News
A Câmara Municipal de Ladário novamente está no alvo do Ministério Público Estadual. Um Inquérito Civil foi instaurado pela 5ª Promotoria de Justiça da Comarca de Corumbá com o objetivo de investigar denúncias referentes a irregularidades no recebimento de diárias pelos vereadores nos anos de 2014 e 2015.
 
Há 3 anos, outro processo civil foi instaurado, por improbidade administrativa, devido ao suposto recebimento de diárias que chegaram no valor de R$ 497.508,50. Na época, o promotor Luciano Conte relatou que cada 1 dos 10 parlamentares denunciados recebia a quantia de R$ 12 a R$ 30 mil por ano em viagens durante 2011 a 2013.
 
Desta vez, após representação do ex-vereador Romildo Ferreira da Silva, mais dez vereadores estão sendo investigados pela suposta farra em diárias nos anos 2014 e 2015. 
 
O atual presidente da Câmara Municipal, Fabio Peixoto, relatou ao TopMídiaNews que tem conhecimento da denúncia e que suas testemunhas já teriam sido intimadas para depor.
 
“Em novembro, as minhas atuas testemunhas, que são vereadores, foram notificados para depor. Eles acham que, na época, vereador não viajava, não por aqueles valores.”
 
O vereador também garantiu que foi apenas um erro de comprovação.
 
“O que aconteceu foi que o contador não enviou os comprovantes das viagens. Nosso percurso é de 500 km e os valores das diárias continuam os mesmos.” 
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
Crise levou chefes de família ao desalento’, diz economista
    
   
Lincoln Secco
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS