Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Polícia
08/08/2018 - 07:51
Gaeco está em Costa Rica cumprindo mandados de prisões, busca e apreensão
Foto: H.N
Hora da Notícia
Uma grande operação policial desencadeada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) está cumprindo 32 mandados de busca e prisão de pessoas nos estados de Mato Grosso do Sul, São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Mato Grosso e Rio Grande do Sul. A operação denominada “Grãos de Ouro” foi desencadeada na manhã desta quarta-feira (08).
 
Em Costa Rica/MS dois produtores rural estão presos nas celas da delegacia de polícia.
 
De acordo com as primeiras informações a operação busca envolvidos em transações de notas fiscais referente a produtos agrícolas. Cerca de 25 policiais do Gaeco estão em Costa Rica/MS.
 
A operação policial em Costa Rica culminou com 4 prisões, sendo de dois produtores rurais e o filho, de um deles e o corretor de grãos proprietário de um escritório localizado no centro da cidade.
 
Um dos agricultores foi preso em sua residência, ás 06 horas e em seguida encaminhado para a delegacia de polícia, os agentes do Gaeco também fizeram buscas no escritório do produtor.
 
O outro foi preso em sua propriedade rural cerca de 60 Km de Costa Rica na Baús, e também teve o escritório vasculhado pelos agentes onde buscavam documentos. Na fazenda o filho do produtor foi preso em flagrante, ele armazenava revólveres e munições na fazenda. Porém o delegado arbitrou fiança no valor sete mil e quinhentos reais, após a pagamento foi liberado.
 
Os três presos,foram ouvidos pelos promotores de justiça Marcos Roberto Dias e Tiago di Giulio, que comandam a operação na sede ministério público, os acusados retornaram para as celas da delegacia de polícia de Costa Rica/MS  foram cumpridos 11 mandados de buscas e apreensão na cidade entre computares e documentos. 
 
A reportagem conversou com os advogados onde disseram que irão provar a inocência de seus clientes.
 
No Mato Grosso, de acordo com a Agência de Notícias Primeira Hora, um dos alvos foi a empresa Efraim Agronegócios, cuja atividade principal é comércio atacadista de cereais.
 
Um dos alvos é Marcos Antônio Silva de Souza, funcionário da Assembleia Legislativa, conhecido como Marcão. Ele é lotado no gabinete do deputado estadual Paulo Corrêa (PSDB). Segundo o advogado Renato Corrêa, irmão do parlamentar, a ação não tem relação com o deputado.
 
Procuramos o promotor de justiça responsavél pela o peração, disse que não iria falar sobre os fatos e que uma coletiva de imprensa será realizada às 15h para divulgar um balanço sobre as diligências realizadas no decorrer desta manhã.
 
Matéria editada às 14h30 para acréscimo de informação.
 


É permitida a reprodução do conteúdo desta página desde que seja citada a fonte, Hora da Notícia. Todos os direitos reservados.
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
Crise levou chefes de família ao desalento’, diz economista
    
   
ESTADÃO
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS