www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Polícia
14/09/2018 - 06:42
PMA participa de operação nacional contra o desmatamento ilegal em Mata Atlântica, autua 22 e aplica 1,3 milhão em multas
Redação

A Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul participou, juntamente com o IBAMA e Ministério Publico Estadual (MPE) de uma operação em nível nacional de combate ao desmatamento ilegal em área de Mata Atlântica, bioma protegido pela Lei Federal nº 11.284, de 2 de março de 2006.

A operação que ocorreu em 15 Estados, em trabalhos conjuntos das Polícias Militares Ambientais, IBAMA, Órgãos Ambientais Estaduais, Ministério Público Federal e dos Estados, iniciou-se no dia 10 e foi concluída hoje às 8h00.

Todos os desmatamentos ilegais foram levantados por imagem de satélites e ocorreram há algum tempo. Na maioria, a madeira produto da derrubada das árvores não estava mais no local. Em alguns, parte da madeira ainda estava em leiras na área desmatada.

As vistorias realizadas pela PMA ocorreram nos municípios de Corumbá e Ladário. Foram 22 pessoas autuadas em 22 áreas desmatadas ilegalmente, que perfizeram 192,62 hectares em Mata Atlântica, sendo aplicada multa total de R$ 1.209.450,00 e 53,85 hectares em área de cerrado, com multa total de R$ 55.260,00. As atividades foram interditadas.

Os infratores responderão por crime ambiental, que prevê pena de um a três anos de detenção paras as áreas desmatadas em Mata Atlântica e de três a seis meses de detenção nas áreas de cerrado.

Os infratores foram notificados a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

Assessoria PMA

    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
A irmandade dos falsos cegos
    
   
Lincoln Secco
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS