www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Política
17/09/2018 - 06:49
Em um mês, candidatos em MS gastaram mais de R$ 4 milhões
Foto: Reprodução
Correio do Estado
Os candidatos ao governo de Mato Grosso do Sul já tiveram despesas com a campanha eleitoral de R$ 4.045.076,55 no primeiro mês de disputa. O candidato à reeleição, governador Reinaldo Azambuja (PSDB), é o que tem mais gastos com empresas contratadas: R$ 2.307.304,85. 
 
Esse valor corresponde ao montante das empresas contratadas para a campanha. Isso não significa que as prestadoras de serviços foram pagas integralmente. 
 
De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE/MS) e a prestação de contas do candidato, Azambuja pagou, até o momento, R$ 258.005,97 do montante contratado. 
 
Com produção de programas de rádio, televisão ou vídeo, o candidato contratou companhia pelo valor de R$ 586 mil. Também há duas empresas do mesmo setor prestando serviços pelo valor de R$ 32 mil cada um. 
 
Para impressão de materiais de propaganda, há gráfica contratada pelo valor de R$ 166.800,00. Há também outras cinco empresas do setor fazendo a impressão de materiais, num total de R$ 66.723,00.
 
Com marketing digital, Azambuja contratou uma companhia no valor de R$ 150 mil. Para impressão de adesivos, gastou R$ 102.245,00. Com redes sociais, o candidato contratou prestadora de serviço no valor de R$ 100 mil para impulsionar propagandas no Facebook.
 
Na prestação de contas ao TRE pelo candidato, consta também contratação de serviço de monitoramento de mídia pelo valor R$ 24.410,00. 
 
Há outros gastos, como advogados no valor de R$ 160 mil, de duas empresas; serviço de terceiros, R$ 60.000,00; táxi-aéreo, R$ 54.650,00; publicidade de adesivos, R$ 43.812,50. O restante é despesa com assessores e serviços de terceiros. 
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
A irmandade dos falsos cegos
    
   
Por Benedicto Ismael Camargo Dutra

    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS