www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Política
20/09/2018 - 07:32
Datafolha confirma avanço de Haddad, mas Bolsonaro segue na liderança
CGrandenews
Pesquisa divulgada pelo Datafolha na noite desta quarta-feira (18) apontou avanço nas intenções de voto no petista Fernando Haddad, que se isolou na segunda colocação da corrida presidencial e se aproximou do líder das intenções de voto, Jair Bolsonaro (PSL).
Pelo levantamento, o deputado federal –que segue internado depois de um atentado sofrido durante a campanha– tem 28% das intenções de voto dos entrevistados, contra 16% de Haddad.
 
O Datafolha optou por um levantamento mais abrangente, atingindo mais 8 mil eleitores em todo o país. A pesquisa sucedeu dois momentos-chave da campanha: o atentado a Bolsonaro, cujo autor foi transferido para o Presídio Federal de Campo Grande, e a confirmação de que Haddad substituiu Lula como candidato a presidente.
 
Os índices apontam que houve migração de votos do ex-presidente para o novo candidato petista, já identificados na pesquisa anterior, de sexta-feira (14). Nela, Haddad chegou a 13% das intenções de voto (ele tinha 9% em 10 de setembro) e Bolsonaro havia registrado 26% –contra 24% na anterior.
 
A terceira posição da pesquisa divulgada nesta noite é ocupada por Ciro Gomes (PDT), que chegou a 13%. Ele também tinha 13% nos levantamentos dos dias 10 e 14 de setembro. Geraldo Alckmin (PSDB) somou 9%, mesma pontuação da pesquisa de sexta-feira –ele tinha 10% na anterior. Marina Silva chegou a 7%, depois de cair de 11% para 8% nas outras pesquisas do Datafolha.
 
Álvaro Dias (Podemos) somou 3%, contra 3% na pesquisa anterior –pontuação que havia sido atingida na pesquisa de sexta-feira por Henrique Meirelles (MDB, que agora manteve os 3%) e João Amoêdo (Novo, também com 3%).
 
Cabo Daciolo (Patriota) tem 0% da intenções. Na anterior, ele tinha 1% –índice atingido por Guilherme Boulos (Psol, que na pesquisa desta quarta-feira somou 1%) e Vera Lúcia (PSTU, também com 1%) João Goular Filho (PPL) e Eymael (DC) novamente não pontuaram. Mesmo resultado do Datafolha de sexta-feira.
 
Os votos brancos e nulos totalizaram 12% na pesquisa divulgada nesta quarta, enquanto 5% optaram por não responder.
Segundo turno – O Datafolha também fez simulações de segundo turno envolvendo os cinco primeiros colocados na pesquisa de intenção de voto. As simulações foram as seguintes:
 
Bolsonaro 42% x 41% Marina (branco/nulo: 16%; não sabe: 2%)
Ciro 41% x 34% Alckmin (branco/nulo: 22%; não sabe: 2%)
Alckmin 40% x 39% Bolsonaro (branco/nulo: 19%; não sabe: 2%)
Alckmin 39% x 36% Marina (branco/nulo: 23%; não sabe: 2%)
Ciro 45% x 39% Bolsonaro (branco/nulo: 14%; não sabe: 2%)
Alckmin 39% x 35% Haddad (branco/nulo: 24%; não sabe: 3%)
Haddad 41% x 41% Bolsonaro (branco/nulo: 15%; não sabe: 2%)
Ciro 45% x 31% Marina (branco/nulo: 22%; não sabe: 2%)
Marina 37% x 37% Haddad (branco/nulo: 24%; não sabe: 2%)
Ciro 42% x 31% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 3%)
 
Rejeição – Aos eleitores, o Datafolha também questionou sobre em que candidato não votariam em hipótese alguma. Bolsonaro seguiu na liderança desse quesito, com 43% dos eleitores informando não depositar seu novo no candidato do PSL. Na pesquisa anterior, esse índice era de 44%. Já Marina tem 32% e Haddad teve rejeição de 29%
 
A rejeição a Alckmin foi de 24%, contra 25% na anterior; enquanto a de Ciro Gomes, com 22%.
 
Vera Lúcia tinha rejeição de 19% e, agora, chegou a 19%. Para Daciolo, o índice atual é de 19%, contra 18% na pesquisa anterior. Com 17%, apareciam na semana passada Eymael, Boulos e Meirelles –os índices no atual levantamento é de, respectivamente, 17%, 18% e 17%. Álvaro Dias tinha rejeição de 16%. Agora, o percentual é de 15%.
 
A rejeição de Goulart Filho é de 15%, contra 14% na anterior; e João Amoêdo, que tinha 15%, agora mante em 15%. Entre os entrevistados, 4% informaram rejeitar a todos os candidatos, enquanto 2% votariam em qualquer um deles. Já 5% não responderam.
 
O Datafolha realizou a pesquisa entre os dias 18 e 19 de setembro, ouvindo 8.601 eleitores em 323 cidades brasileiras. A margem de erro é de 2% pontos percentuais para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi contratada pela Folha de S. Paulo e registrada no TSE (Tribunal Regional Eleitoral) com o número BR-06919/2018.
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
A irmandade dos falsos cegos
    
   
Por Benedicto Ismael Camargo Dutra

    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS