www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Polícia
25/09/2018 - 06:15
Operação desmontou esquema ‘narcocigarreiro’ e prendeu 11 policiais em MS
Foto: Reprodução
Midiamax
Ao todo 11 policiais foram presos durante a ‘Operação Nepsis’, que desarticulou grupo criminoso especializado no contrabando de cigarros do Paraguai. Um dos mandados de prisão expedidos não foi cumprido porque o suspeito, um policial rodoviário federal, não foi encontrado em Mato Grosso do Sul. Mandado de prisão também foi expedido contra dois policiais militares, no entanto, a dupla já estava presa em decorrência da Operação Oiketikus.  
 
De acordo  além dos quatro PRFs presos, foram cumpridas ordens de prisão contra dois policiais civis e quatro policiais militares, inclusive os dois que já estavam presos durante a operação que também investigou esquema que facilitava a entrada de cigarros contrabandeados no Estado mediante o pagamento de propina. A identidade dos suspeitos não foi divulgada pela polícia.
 
Investigação aponta que no esquema, os policiais tinham a função de fazer ‘vista grossa’ e autorizar a passagem dos produtos ilegais. Eles também tentavam influenciar outros policiais para que também aderissem ao grupo criminoso.
 
Ainda segundo a polícia, o grupo criminoso atuava com “estrutura logística sofisticada” e mediante corrupção de agentes públicos,aliando-se, inclusive, com grandes traficantes, o que gerou o termo “aliança narcocigarreira”.
 
As investigações começaram depois que denúncias anônimas evidenciaram a participação ativa dos policiais na quadrilha. Além de cargas de cigarros, dinheiro foi apreendido durante a operação, no entanto, os valores não foram divulgados. O que se sabe é que em uma das casas vistorias foram encontrados R$ 250 mil.
 
Operação
Com o objetivo de desarticular organização criminosa de grande porte especializada no contrabando de cigarros e combater a corrupção policial que facilita o contrabando, a Polícia Federal deflagrou neste sábado (22), a “Operação Nepsis” em cinco Estados, sendo eles: Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro e Alagoas. Entre os presos, além dos líderes e dos “gerentes” da Organização Criminosa, encontram-se policiais da PRF, da Polícia Militar e da Polícia Civil do Estado do Mato Grosso do Sul.
 
Só em 2017, acredita-se que os envolvidos tenham sido responsáveis pelo encaminhamento de ao menos 1.200 (mil e duzentas) carretas carregadas com cigarros contrabandeados às regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. Os valores em mercadorias contrabandeadas atingem cifras superiores a R$ 1,5 bilhão (um bilhão e meio de reais).
 
Foram apreendidas grande quantidade em dinheiro em resort, casas, e apreendidos carros e embarcações de luxo, além de armamento pesado e cargas de cigarros contrabandeados. A quantidade de dinheiro apreendido ainda não foi divulgada.
 
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
A irmandade dos falsos cegos
    
   
Por Benedicto Ismael Camargo Dutra

    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS