Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Política
09/10/2018 - 09:06
Frustrado: Preso há 78 dias, Puccinelli lamenta resultados do MDB em MS
Foto: Divulgação
Midiamax
Um dia depois do primeiro turno das eleições, o ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (MDB), que está preso desde o dia 20 de julho, falou sobre o desempenho do MDB no Estado. O presidente municipal da legenda, Ulisses Rocha, disse ao Jornal Midiamax que o líder do partido está frustrado com o resultado das urnas.
 
O candidato do partido ao Governo, Junior Mochi, ficou em terceiro lugar na disputa, com 150.115 mil votos, o que representa 11,61% do total de votos válidos dos sul-mato-grossenses. Entre os senadores, nenhum da legenda ou coligação se elegeu, mesma situação entre os deputados federais.
 
Ulisses visitou André na tarde desta segunda-feira (8) e afirmou que o ex-governador está “frustrado com o desempenho do partido, ele falou que poderia ter sido melhor, poderia ter conseguido deputado federal, senador”, conta o presidente municipal da legenda.
 
O novo pedido de habeas corpus foi ajuizado pela defesa de Puccinelli no dia 28 de setembro. Relatora do pedido, a ministra Laurita Vaz negou liberdade ao ex-governador nesta tarde. A íntegra da decisão em caráter liminar deve ser publicada no dia 8 de outubro.
 
Apesar da decisão da relatora, o julgamento do mérito do habeas corpus ainda deve ser julgado pela 6ª Turma, em data ainda a ser definida.
 
O ex-governador já teve outros dois pedidos de liberdade negados. O primeiro deles, em caráter liminar, foi julgado pelo ministro Humberto Martins, durante o recesso do STJ, no dia 27 de julho.
 
Já o mérito do habeas corpus, que também incluía aos advogados André Puccinelli Júnior, filho do ex-governador, e João Paulo Calves, ficou a cargo da ministra Maria Thereza Assis Moura. A defesa também já teve recurso negado no TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) e aguada julgamento de habeas corpus no STF (Supremo Tribunal Federal).
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
A irmandade dos falsos cegos
    
   
Por Benedicto Ismael Camargo Dutra

    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS