www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Educação
06/12/2018 - 09:07
“Ensinar empreendedorismo na escola pode mudar o futuro do Brasil”, afirma prefeito de Costa Rica ao visitar a 2ª Feira de Empreendedorismo
Foto: Kleiton Pereira
Redação
Com o objetivo de incentivar os alunos a refletirem sobre os problemas da escola e da comunidade, se tornando agentes transformadores, o Governo de Costa Rica – MS por meio da SEMED – Secretaria Municipal de Educação – implantou neste ano o Projeto Empreendedor do Futuro – que também busca aflorar nos alunos o empreendedorismo dentro de si.
 
“O empreendedorismo é um termo muito ligado ao ambiente empresarial, que geralmente é utilizado para designar a criação de empresas, produtos ou serviços, bem como a criação de inovações, entretanto, quando falamos da inclusão do empreendedorismo em escolas, não se trata de abordar assuntos complexos de economia e administração ou “apressar” a entrada dos alunos no mercado de trabalho.
 
Na verdade, o que se pretende com esse tipo de abordagem é propor atividades educativas que ofereçam algumas noções profissionais e financeiras, mas sempre de maneira a estimular habilidades e competências úteis em diversos contextos”, enfatizou a secretária de Educação Professora Mestre Manuelina Martins da Silva Arantes Cabral.
 
Seguindo essa finalidade, no último dia 23 de novembro de 2018, os alunos da REME – Rede Municipal de Educação – realizaram a 2ª Feira de Empreendedorismo com a exposição de trabalhos que foram realizados no decorrer do ano letivo trazendo benefícios como: Incentivo às ideias criativas e à inovação; Estímulo ao comprometimento e à persistência; Maior desenvolvimento da autoconfiança; Melhor compreensão de responsabilidade; Desenvolvimento do senso de liderança; Facilidade para a resolução de problemas e Maior clareza em relação às noções financeiras.
 
“Sabemos que a escola deve preparar o aluno para ser um cidadão consciente e autônomo. Assim, é também na escola que deve começar a preparação para o empreendedorismo, para o mercado de trabalho e para as finanças. Desse modo, as aulas de Educação Financeira e Empreendedorismo na escola pública é um diferencial na preparação para o mercado de trabalho. Quando adultos, alunos que receberam noções de educação financeira e empreendedorismo têm mais condições de atingir o sucesso em suas carreiras”, enfatizou o prefeito Waldeli dos Santos Rosa.
 
Desenvolver a Educação Financeira e Empreendedorismo era um sonho do prefeito de Costa Rica e foi realizado nos últimos anos com a matéria entrando na matriz curricular e desenvolvendo espírito empreendedor desde muito cedo nas crianças. “Ter desde da educação básica o objetivo de se educar financeiramente e saber empreender é muito importante, visitei as empresas de todas as turmas de cada instituição de ensino e vi os olhos delas brilhar a cada pessoa que eles buscavam e vendiam alguns de seus produtos”, complementou Waldeli.
 
As empresas criadas pelos alunos ofertavam doces, sabão, artesanatos, temperos, roupas entre outros. “Não basta apenas ter vontade para se tornar um empreendedor. Para chegar ao sucesso profissional, independentemente da carreira escolhida, é preciso contar com a orientação e a preparação adequada. Por essa razão que nossas instituições de ensino de Costa Rica adaptaram em seus competentes curriculares a disciplina Educação Financeira e Empreendedorismo.
 
As vantagens são muitas: além de saírem mais preparados para o mercado de trabalho, os alunos também desenvolvem competências úteis para toda a vida”, enfatizou Waldeli que é reconhecido no Brasil como um dos gestores que melhor aplica os recursos públicos “isso se deve a oportunidade que tive quando criança, mais aptidão pelos números”.
 
De acordo com a Prof.ª Me. Manuelina Martins, foi fundamental a capacitação dos professores para que se conseguisse implantar o novo componente curricular na REME. “As aulas também precisam ser estimulantes, e para isso é possível propor projetos como o Empreendedor do Futuro e atividades práticas, como por exemplo o desenvolvimento de algum produto, de uma ideia de negócio ou até mesmo de um projeto social. Assim, os alunos conseguem desenvolver uma visão estratégica, perseverança e planejamento”.
 
“O incentivo ao empreendedorismo deve ser uma causa de toda a escola: alunos e professores precisam estar engajados. Por isso, para conseguir levar o empreendedorismo às salas de aula, as escolas adotaram algumas posturas diferentes e abraçaram a ideia oferecendo um modelo de aprendizagem ativa. Em primeiro lugar, foi adotado metodologias de ensino que incentivam a participação do aluno em vez de insistir em aulas antiquadas. Essas metodologias, também chamadas de “aprendizagem ativa”, estimulam o aluno a construir seu conhecimento e suas habilidades de maneira mais autônoma, o que é totalmente necessário para o desenvolvimento das competências empreendedoras”, acrescentou Waldeli.
 
Conforme o calendário letivo, as escolas da zona urbana realizaram suas feiras de empreendedorismo na sexta-feira (23), já as Escola Municipal Cotrisa de Baús Polo (extensão rural) aconteceram no dia 14 de novembro e a Belonízia Paulino de Oliveira no dia 21. Desta forma todas as instituições de ensino da REME participaram do Projeto Empreendedor do Futuro. “Deixo minha gratidão aos nossos alunos pela bela participação, aos professores, coordenadores e diretores. Foi realmente um excelente trabalho”, finalizou Prof.ª Me. Manuelina Martins que prestigiou os trabalhos dos alunos de todas as escolas da REME.
 
Assessoria/PMCR
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
A rebelião dos juízes
    
   
Por Gerson Camarotti
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS