Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Polícia
12/12/2018 - 06:43
PMA autua dois em fazenda com capivara que tinham acabado de abater a tiros em trator
Foto: Divulgação PMA
Redação
A equipe atravessou de barco o rio e iniciou diligências na região de onde viera o barulho dos tiros. Quando chegaram à sede da fazenda verificaram algumas mulheres em um alpendre, que informaram que seus esposos estariam viajando, porém, os policiais perceberam que não falavam a verdade, pelo nervosismo e tendo em vista que os veículos estavam no local.
 
Os Policiais continuaram às diligências à margem do rio e encontraram um trator, ainda com o motor quente e, na parte do hidráulico da máquina, havia um animal abatido da espécie Hydrochoerus hydrochaeris (capivara), com indício de ter sido morto há pouco tempo, a tiros. Percebendo que o trator pertencia à fazenda, a PMA voltou à sede e as mulheres continuaram negando sobre a possível responsabilidade dos esposos sobre o abate do animal. O trator e a capivara foram apreendidos.
 
Ao clarear o dia, um advogado apresentou dois homens de 67 e 75 anos, como os responsáveis pela caçada, porém, não apresentou nenhuma arma. Os infratores, um residente na fazenda e o outro em Costa Rica, foram encaminhados, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil da cidade, e responderão por crime ambiental de caça ilegal. A pena é de seis meses a um ano e meio de detenção. Eles também foram autuados administrativamente e multados em R$ 500,00 cada um pelo abate do anima
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
A rebelião dos juízes
    
   
Por Gerson Camarotti
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS