www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Política
07/01/2019 - 06:00
Bittencourt assume vaga de Resende por um mês na Câmara Federal
Foto: Reprodução
Midiamax
O então deputado suplente, Coronel Bittencourt (PRB), também assumiu uma vaga na Câmara Federal dos deputados, em Brasília (DF), para um mês de trabalho. O parlamentar, que tomou posse na quinta-feira (3), assumiu a vaga deixado por Geraldo Resende, que assumiu a Secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul na última terça-feira (1º).
 
Bittencourt publicou a informação, juntamente com uma foto no Salão Verde da Casa de Leis. Por este um mês de trabalho, Bittencourt receberá o salário de R$ 33,7 mil, cota parlamentar de R$ 40,5 mil, além do direito de contratar 25 assessores.
 
A reportagem do Jornal Midimax entrou em contato com o parlamentar. Ele falou que a primeira meta a ser feita é ocupar essa vaga “que não é somente minha, mas também dos meus eleitores que votaram em mim nas Eleições de 2014. A minha motivação é fazer um trabalho que seja pelo menos um embrião de alguns projetos. Para isso estamos fazendo uma agenda, estamos consultando a Casa para produzir algum documente que tenha valor legislativo. Sabemos que as comissões estão paralisadas, mas se conseguirmos implementar ao menos uma inciativa de benefício a sociedade, ficarei muito satisfeito”, projetou.
 
Em relação ao mecanismo e a polêmica que ele pode gerar diante a opinião pública, o deputado alegou que não pretende usurpar de nenhum direito. “Assumir o cargo é um direito meu e do povo sul-mato-grossense, que precisa, como todos os estados de representantes na Câmara Federal e no Senado durante o mês de janeiro. Além disso, não usarei meu cargo para obter nenhum benefício ilegal ou imoral. Para utilizarmos esse período de forma eficiente, estamos fazendo uma agenda para que todas as semanas estejamos aqui no gabinete”, explicou.
 
Sobre o local de trabalho e a equipe, o deputado falou que está usando a estrutura do seu antecessor e que ele precisará contratar, porém ele não definiu os nomes e a quantidade. “Apesar de ainda não estarmos com o time fechado, estamos enxugando ao máximo para sermos bem pragmáticos. Eu enfatizo que não estou pensando em nenhum benefício próprio e me sinto muito honrado em pisar e permanecer neste ambiente”, finalizou.
 
Outros suplentes sul-mato-grossenses também assumiram o posto por esse curto período. O primeiro foi Junior Coringa (PSD), que entrou no lugar do deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM), que deixou o mandato para ser Ministro da Saúde. Já Stephanini assumiu no lugar de Tereza Cristina (DEM), que também deixou o cargo na Câmara para o governo federal, como Ministra da Agricultura.
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
O regime de capitalização
    
   
Daud
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS