www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Política
06/02/2019 - 06:46
Investimento em logística dará competitividade aos produtos de MS e de Chapadão do sul.
Foto: Reprodução
O governador Reinaldo Azambuja irá conversar com os ministros Tribunal de Contas de União (TCU) sobre a importância de agilizar o parecer sobre a renovação e aumento da capacidade da Ferrovia Paulista. Ele falou sobre o assunto nesta terça-feira (5.2) com o diretor de Relações Governamentais da Rumo, Emanoel Tavares Costa Junior.
 
O crescimento da capacidade na Malha Paulista permitirá a ampliação dos embarques na Ferronorte nos terminais de Chapadão do Sul e Aparecida do Taboado – respectivamente, a 333 e 448 quilômetros de Campo Grande – e abre a possibilidade de criação de novos pontos de embarque em Mato Grosso do Sul. “É um investimento importante que vai dar competitividade aos produtos sul-mato-grossenses. No Tribunal de Contas, vamos mostrar a importância para o desenvolvimento do Estado”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja.
 
Até 2017, a Ferronorte, que tem 755 quilômetros, de Santa Fé do Sul (SP) a Rondonópolis (MT), não tinha nenhum terminal em operação em Mato Grosso do Sul. “Com a ação do Governo do Estado, hoje isso mudou. Foram investidos R$ 27 milhões em Chapadão do Sul e R$ 60 milhões em Aparecida do Taboado”, lembrou o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck.
 
Resultado: no ano passado foram transportados 600 mil toneladas de soja e milho e 611 mil litros de etanol, em Chapadão do Sul; e 1,2 milhão de tonelada de celulose, em Aparecida do Taboado. Para este ano, a previsão é de 2 milhões de toneladas de grãos, 755 mil litros do combustível e 1,5 milhão de tonelada de celulose.
 
A Rumo informou que recebeu o aval da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e aguarda apenas o parecer da corte de contas. A reunião no gabinete da governadoria contou também com a presença do vice-governador e secretário de Estado de Infraestrutura, Murilo Zauith; do prefeito de Aparecida do Taboado, Robinho Samara; do secretário municipal de Governo de Chapadão do Sul, Guilherme Diniz; do secretário adjunto da Seifra, Luís Roberto; e Vinicius Correa, da Rumo.
 
Portal/ms.gov.br
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player



   
O regime de capitalização
    
   
Daud
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]om   |   Costa Rica - MS