www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Esporte
10/02/2019 - 08:22
São Paulo joga mal mais uma vez e perde para a Ponte Preta
Foto: Rodrigo Zanotto / Agif / Estadão
Terra
São Paulo sofreu mais uma derrota no Campeonato Paulista neste sábado e desanimou ainda mais o torcedor para o jogo de volta contra o Talleres, pela Pré-Libertadores. Visitando a Ponte Preta no Moises Lucarelli, em Campinas, pela sexta rodada do Estadual, o time comandado pelo técnico André Jardine pouco criou durante os 90 minutos. Sem qualquer poderio ofensivo, o time tricolor fez um segundo tempo de se esquecer e teve de se conformar com o revés por 1 a 0 graças ao gol de Hugo Cabral, jogador bastante contestado pela torcida da Macaca.
 
Com o resultado, o time tricolor se manteve na liderança do Grupo D do Paulistão, com nove pontos, mas agora só leva vantagem para o vice-líder Oeste por conta dos critérios de desempate, uma vez que o time rubro-negro também foi a nove tentos com a vitória deste sábado sobre o São Caetano.
 
Agora, o São Paulo volta o foco completamente para a decisão da próxima quarta-feira, contra o Talleres, às 21h30 (de Brasília), no Morumbi. Após perder o jogo de ida por 2 a 0, o time tricolor terá de vencer por 3 gols de diferença para avançar à próxima fase da Pré-Libertadores. Se sofrer um gol em casa, passa a ter a obrigação de superar os adversários por 4 tentos de vantagem.
 
O jogo
 
A Ponte Preta buscou se impor logo no começo do jogo. No primeiro minuto, Matheus Oliveira decidiu experimentar de fora da área, mas mandou à esquerda do goleiro Tiago Volpi, que apenas acompanhou a trajetória da bola com os olhos.
 
Daí para frente a disputa se concentrou entre as intermediárias, com o São Paulo tendo mais posse de bola, porém, mais uma vez, sem efetividade. Rodando para lá e para cá, o time comandado por André Jardine tinha um pouco mais de desenvoltura quando o garoto Antony, aberto pela direita, participava das jogadas.
 
Somente na reta final do primeiro tempo que ambas as equipes acabaram tendo suas melhores oportunidades de abrir o placar. Aos 31 minutos, Thalles aproveitou o vacilo de Araruna na defesa, roubou a bola, e Gerson Magrão ficou com a sobra, batendo cruzado. No rebote, Thalles completou para o gol, mas mandou por cima.
 
Já aos 38 minutos foi a vez de o São Paulo assustar. Após cruzamento de Reinaldo pela esquerda, Bruno Alves apareceu no segundo pau e completou com o pé direito, mas mandou para fora, em jogada muito semelhante à do jogo contra o Talleres, em que o zagueiro tricolor também não conseguiu mandar para o fundo das redes.
 
Se o primeiro tempo foi, tecnicamente, bem abaixo do esperado, na etapa complementar as equipes conseguiram ser ainda piores. Sem qualquer iniciativa mais agressiva, tanto a Ponte Preta como o São Paulo ficavam trocando passes até o momento de entregar a bola para o adversário e pareciam se recusar a chutar ao gol.
 
Apesar da ineficiência dos dois times, a Ponte Preta ainda assim conseguiu levar perigo à meta de Tiago Volpi no segundo tempo através dos cruzamentos. Aos 18 minutos, por exemplo, Thalles recebeu de Luis Ricardo, mas cabeceou para fora. Depois, aos 23, após nova bola alçada na área pelo lateral-direito da Macaca, Diego Renan ficou com a sobra e devolveu para o meio da área, mas ninguém completou para o gol.
 
De tanto insistir pela bola aérea, a Ponte Preta, enfim, abriu o placar aos 32 minutos. Após cobrança de escanteio fechada, Renan Fonseca escorou, e Hugo Cabral fez a antecipação sobre Reinaldo para completar para o gol e estufar as redes no Moisés Lucarelli, garantindo, assim, a importante vitória por 1 a 0 para a Macaca no Paulistão.
 
FICHA TÉCNICA
 
PONTE PRETA X SÃO PAULO
 
Local: estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
 
Data: 9 de fevereiro de 2019, sábado
 
Horário: 19h (de Brasília)
 
Árbitro: Raphael Claus
 
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Luiz Alberto Andrini Nogueira
 
Público: 4652 pessoas
 
PONTE PRETA: Ivan; Arnaldo (Luis Ricardo), Renan Fonseca, Reginaldo e Diego Renan; Nathan, Igor Henrique, Matheus Oliveira, Matheus Vargas e Gerson Magrão; Thalles (Hugo Cabral)
 
Técnico: João Paulo Sanches
 
SÃO PAULO: Tiago Volpi; Araruna, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Willian Farias, Hernanes (Igor Vinicius) e Nenê; Antony, Gonzalo Carneiro (Diego Souza) e Everton (Biro Biro)
 
Técnico: André Jardine
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player



   
O regime de capitalização
    
   
Daud
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS