www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Política
19/10/2019 - 09:09
Mais de 100 mil atendimentos na área da Saúde foram realizados no 2º quadrimestre do ano em Costa Rica
Foto: Reprodução
A Câmara de Vereadores de Costa Rica promoveu Audiência Pública na última segunda-feira (14/10), onde a Secretaria Municipal de Saúde de Costa Rica – MS prestou contas a população e apresentou todos os procedimentos realizados durante o 2º quadrimestre de 2019.
 
Realizada no Plenário de Deliberações Vereador Simino Jorge de Oliveira, a audiência foi mediada pelo presidente da Câmara de Vereadores, Averaldo Barbosa da Costa, que em seguida passou a palavra para a secretária de Saúde de Costa Rica, enfermeira Adriana Maura Maset Tobal e ao prefeito Waldeli dos Santos Rosa para conduzir a exposição dos resultados relativos a saúde do munícipio.  
 
A audiência contou com a presença dos edis Rayner Moraes Santos (vice-presidente); Jovenaldo Francisco dos Santos (1º secretário); Claudomiro Martins Rosa (2º secretário); Ailton Martins de Amorim (líder do prefeito); José Augusto Maia Vasconcellos; Rosângela Marçal Paes; Lucas Lázaro Gerolomo e Waldomiro Bocalan.
 
Dentre os números apresentados pela Secretária de Saúde, o que chamou atenção foi a quantidade de pacientes que têm faltado nas consultas pré-agendas, exatas 1.748 pessoas deixaram de ir ao médico, 350 pessoas não realizaram o exame de ultrassonografias e 130 pessoas faltaram no transporte e consequentemente nas consultas agendas em Campo Grande – MS.
 
“Infelizmente é difícil se planejar e fazer uma saúde com mais qualidade, quando um número tão alto deixa de ir a uma consulta ou mesmo de fazer uma ultrassonografia. Nós não podemos aceitar que isso ocorra tantas vezes, por isso a partir de agora quem faltar somente terá sua remarcação após 60 dias ou caso a fila seja maior que esse período o mesmo vai para o final da ordem. Caso você não possa cumprir aquele agendamento, somente comunique a unidade de saúde por telefone com pelo menos um dia de antecedência que não haverá penalidades”, orientou o prefeito Waldeli ao fazer uso da palavra na audiência pública.
 
Ainda conforme os dados apresentados pela Secretaria Municipal de Saúde, no período de maio a agosto deste ano foram realizadas 40.074 consultas, 33.718 exames laboratoriais, 30.520 visitas domiciliares, 7.400 consultas com especialistas, 4.345 exames de Raio X e 2.396 exames de ultrassom.
 
A secretária de Saúde de Costa Rica, enfermeira Adriana Maura Maset Tobal, exaltou durante sua apresentação o aumento de mais duas especialidades que passaram a ter na cidade. “Agora contamos com os especialistas de otorrinolaringologista e urologista que atendem no CEM - Centro de Especialidades Médicas. Ao todo já contamos com 16 médicos especialistas atendendo a população costarriquense”, destacou.
 
Também marcaram presença o secretário de Administração, Finanças, Planejamento, Receita e Controle, Paulo Renato Andriani, o assessor Legislativo Lourenço Felisbino de Paula, o presidente do Conselho Municipal de Saúde Roney Hauck Rodrigues e a diretora da FHCR – Fundação Hospitalar de Costa Rica – Fernanda Berigo.
Cassiane Mews
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 


   
Previdência: reforma corta pensão por morte pela metade e prejudica os cônjuges
    
   
Reforma da Previdência:
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS