www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Saúde
14/01/2020 - 08:08
Homem de 30 anos é a 2ª vítima da dengue este ano em MS, 1ª na Capital
Foto: Divulgação
Campo Grande News
Um homem, de 30 anos, morreu neste domingo (12) no Hospital da Unimed, em Campo Grande, depois de ter contraído dengue. É a primeira morte provocada pela doença na Capital em 2020.
 
A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) já fez a contraprova do exame no Lacen (Laboratório Central), confirmando a doença. Segundo a pasta, os primeiros sintomas foram apresentados ainda no dia 30 de dezembro do ano passado.
 
O rapaz, morador do Bairro Nova Campo Grande, região oeste da Capital, foi internado no dia 7 de janeiro com insuficiência hepática e renal.
 
Mutirão realizado por agentes da Sesau no fim de semana vistoriou pelo menos 452 imóveis fechados ou em situação de abandono em busca de criadouros do mosquito Aedes aegypti.
 
Esta pode ser a segunda morte da doença em Mato Grosso do Sul. No dia 9, Lucian Andrade, de 29 anos, morreu na Santa Casa de Corumbá, distantes 416 km de Campo Grande, com suspeita de dengue grave, porém a SES (Secretaria de Estado de Saúde) trata o caso como suspeita.
 
Mato Grosso do Sul encerrou 2019 com 29 mortes provocadas pela doença. Campo Grande e Dourados haviam registrado oito mortes cada. Em Três Lagoas foram mais três óbitos, seguido por Coxim, com dois casos confirmados. Maracaju, Ponta Porã, Corumbá, Costa Rica, Amambai, Miranda e Cassilândia registraram uma morte cada.
 
Durante todo 2019, o Estado registrou 66.634 notificações da doença, maior índice nos últimos seis anos, com 40.362 casos confirmados.
 
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 


   
Previdência: reforma corta pensão por morte pela metade e prejudica os cônjuges
    
   
Suzana Garcia, advogada/Notícia ao Minuto
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS