www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Política
10/02/2020 - 11:58
Governo Presente: pacote de obras será lançado em março
Foto: Divulgação
Portal/MS
Depois de catalogar no ano passado as principais demandas Mato Grosso do Sul com o programa Governo Presente, o governador Reinaldo Azambuja lançará no próximo dia 6 de março, em Campo Grande, um pacote de obras para as 79 cidades do Estado.
 
A cerimônia de lançamento será realizada em no Centro de Convenções Albano Franco e contará com a presença de prefeitos, deputados, vereadores e demais lideranças municipais e estaduais. O pacote de investimentos foi planejado para o triênio 2020/2022.
 
Relação com a quantidade de obras e valor de investimento de cada uma delas será divulgada no dia do evento. Recursos para a execução virão do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul) e de emendas parlamentares das bancadas federal e estadual. 
 
Realizado entre os meses de setembro e novembro de 2019, o Governo Presente mapeou mais de mil demandas municipais nas áreas de saúde, educação, segurança e, em especial, infraestrutura. As principais delas, elencadas por prefeitos e vereadores, serão executadas dentro deste pacote de obras.
 
“Sabemos quais são as prioridades de cada município, pois nos reunimos com todas as lideranças. Com esse banco de dados em mãos vamos executar obras em todas as regiões de Mato Grosso do Sul”, afirmou o secretário especial de Articulação Política do Estado, Sérgio de Paula, que esteve à frente do projeto.
 
O Governo Presente percorreu as cidades de Três Lagoas, Rio Verde de Mato Grosso, Aquidauana, Campo Grande, Naviraí e Dourados ouvindo gestores e levantando demandas. Ao final das edições, Reinaldo Azambuja destacou: “muitos dos pedidos serão atendidos, sem lado a ou lado b, apenas como lado da população”.
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 


   
Previdência: reforma corta pensão por morte pela metade e prejudica os cônjuges
    
   
Ramiro Piergentile Neto
Direito de Opinar
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS