www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Política
09/07/2020 - 17:34
Caravina diz que repasse extra do FPM chega em boa hora
Foto: Edson Ribeiro
Pedro Caravina, presidente da Assomasul
Pedro Caravina, presidente da Assomasul
O presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Pedro Caravina, avalia que o primeiro repasse adicional de 1% do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) que entra nos cofres das prefeituras nesta quinta-feira (9) chega em boa hora, no momento de grave crise decorrente da pandemia do Covid-19 (novo coronavírus).
 
O dirigente refere-se ao montante de mais de R$ 64 milhões a serem divididos proporcionalmente entre as 79 prefeituras do Estado como parte de transferência garantida pela Emenda Constitucional (EC) 84/2014.
 
Segundo Caravina, o dinheiro servirá para que os prefeitos possam custear despesas importantes tanto na área de saúde quanto em outros setores da administração pública.
 
Para o dirigente, a verba adicional, repassada anualmente em julho, representa uma conquista histórica do movimento municipalista liderado pela CNM (Confederação Nacional de Municípios).
 
Os valores a serem repassados nesta quinta pelo governo federal totalizam R$ 64.443.030, 96 para os municípios sul-mato-grossense, de um total de R$ 4,3 bilhões disponíveis para todo país.
 
A área técnica da Assomasul observa que sobre esses valores não se aplica o desconto constitucional de 20% destinado ao Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).
 
A planilha de valores elaborada pela entidade municipalista indica que a prefeitura de Campo Grande terá direito a R$ 6.797.939,79 do bolo total a ser depositado nos cofres municipais, enquanto que Dourados, a segunda maior cidade do Estado, receberá R$ 3.238,380,82.
 
O repasse garantirá R$ 2.005 milhões a Corumbá e R$ 2.131 milhões à prefeitura de Três Lagoas.
 
O presidente da Assomasul destaca que, além de ser uma grande conquista do movimento municipalista representado pela CNM e pelas associações locais de municípios, o adicional de 1% do FPM foi possível graças à sensibilidade do Congresso Nacional que não mediu esforços para atender um antigo apelo dos prefeitos em todo país.
 
“Esse 1% é importantíssimo para os municípios porque historicamente julho, independente da pandemia, é um mês de baixa arrecadação por conta da restituição do Imposto Renda. Então, é normal a queda da arrecadação do FPM nesse período. O repasse será fundamental para equilibrar as contas públicas e permitir que os prefeitos honrem seus compromissos”, detalhou Caravina.
 
COMPARATIVO
 
De acordo com comparativo repassado pela Confederação à Assomasul, o valor transferido este ano será 1,30% menor que o de 2019, que totalizou R$ 4,5 bilhões para rateio entre os municípios brasileiros.
 
A entidade assinala que se não fosse à pandemia e as medidas de enfrentamento ao vírus, o 1% de julho seria bem maior que o montante repassado em 2019. “O impacto provavelmente será maior no próximo extra do 1% do FPM, transferido em dezembro, em que serão considerados vários meses de baixa arrecadação”, prevê.
 
O cálculo do repasse adicional de julho se dá de maneira semelhante ao 1% do mês de dezembro (Emenda Constitucional 55/2007) de cada ano, ou seja, com a incidência do percentual sobre a do IR (Imposto de Renda) contabilizada entre o início de julho do ano passado até o final de junho deste ano.
Willams Araújo
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 


   
IBGE dá início à pesquisa sobre a Covid-19 com entrevistas por telefone
    
   
Ramiro Piergentile Neto
Direito de Opinar
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   horadanoticiaredacao@hotmail.com   |   Costa Rica - MS