www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Saúde
24/07/2020 - 16:40
Ivermectina só poderá ser vendida com receita enquanto durar a pandemia, decide Anvisa
Foto: Reprodução
G1
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu, em uma portaria publicada no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (23), que a ivermectina, um antiparasitário, só poderá ser vendido com receita enquanto durar a pandemia de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus.
 
Restrições do tipo já haviam sido aplicadas a outros medicamentos, como a hidroxicloroquina, a cloroquina e a nitazoxanida, um antiparasitário conhecido como Annita. As limitações à aquisição dessas substâncias continuam valendo, também enquanto durar a pandemia.
 
Os quatro remédios têm sido promovidos, inclusive por médicos, como eficazes contra a Covid-19, mas não há comprovação científica de que eles funcionem contra a doença, seja em casos leves, moderados ou severos.
 
A procura aumentada pelos medicamentos tem feito com que o preço deles aumente ou que haja falta nas farmácias. A cloroquina e a hidroxicloroquina são usadas para tratar doenças autoimunes, como o lúpus, e alguns tipos de malária. Já a ivermectina, assim como a nitazoxanida, é um antiparasitário.
 
A restrição vale tanto para as formas puras dos remédios como para medicamentos em que as substâncias aparecem associadas a outras. A resolução só não é válida para medicamentos à base de cloroquina distribuídos em programas públicos governamentais, segundo o texto.
 
 
O texto da Anvisa determina que a receita dos medicamentos deverá ser feita em duas vias, e uma delas deverá ficar retida na farmácia. O documento será válido por 30 dias a partir da data da emissão.
 
As prescrições por cirurgiões-dentistas e médicos veterinários só poderão ser feitas em caso de uso odontológico e veterinário, respectivamente.
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 


   
IBGE dá início à pesquisa sobre a Covid-19 com entrevistas por telefone
    
   
Ramiro Piergentile Neto
Direito de Opinar
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   horadanoticiaredacao@hotmail.com   |   Costa Rica - MS