www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Saúde
27/11/2020 - 06:17
Com hospitais lotados, Campo Grande volta para a bandeira vermelha da Covid
Foto: Reprodução
O aumento de casos confirmados e internações por Covid-19 em Mato Grosso do Sul refletiram nos indicadores relacionados ao enfrentamento da pandemia e 29 municípios tiveram piora no grau de risco.
 
Campo Grande, que estava no grau de risco médio, na bandeira laranja, voltou para a bandeira vermelha, que representa o risco alto.
 
Conforme o mapa situacional, no comparativo com o boletim anterior, 34 municípios mantiveram o grau de risco, 29 pioraram e 13 apresentaram melhora.
 
São 13 municípios no grau tolerável (bandeira amarela), 44 no grau médio (laranja) e 22 no risco alto (vermelha). Da última atualização para hoje, são 10 municípios a mais na bandeira vermelha. 
 
Nenhuma cidade do estado se encontra no risco, assim como não há municípios em risco baixo.
 
Campo Grande, que é o epicentro da doença no Estado, se mantinha na bandeira laranja há mais de um mês, mas voltou para a bandeira vermelha com o aumento de casos registrados nas últimas semanas. 
 
Devido ao avanço da doença, Prefeitura de Campo Grande voltou a adotar medidas restritivas para tentar conter o contágio. A partir desta sexta-feira (27), volta a vigorar o toque de recolher, da meia-noite às 5h.
 
Nas últimas 24 horas, foram confirmados 275 novos casos e quatro mortes na Capital, que já soma 43.326 casos e 758 mortes desde o início da pandemia. 
 
Para cada classificação, são encaminhadas recomendações aos municípios sobre quais atividades podem ou não ser realizadas, mas os prefeitos têm autonomia para a adoção ou não das medidas.
 
Para gerar a classificação, são avaliados indicadores que vão de disponibilidade de leitos de UTI e de testes até se cidade está na divisa com estado que tenha aumento de casos, entre outros. 
Classificação de risco
 
Grau alto - bandeira vermelha
 
Antônio João
Amambai
Aral Moreira
Bela Vista
Bonito
Campo Grande
Chapadão do Sul
Coronel Sapucaia
Dourados
Eldorado
Figueirão
Glória de Dourados
Itaporã
Jaraguari
Nova Alvorada do Sul
Paranaíba
Porto Murtinho
Ribas do Rio Pardo
Rio Negro
Rio Verde de Mato Grosso
Sidrolândia
Taquarussu
 
Grau médio - bandeira laranja
 
Água Clara
Alcinópolis
Anaurilândia
Aparecida do Taboado
Aquidauana
Bandeirantes
Bataguassu
Bataiporã
Bodoquena
Brasilândia
Caarapó
Camapuã
Caracol
Corguinho
Corumbá
Costa Rica
Coxim
Deodápolis
Dois Irmãos do Buriti
Douradina
Guia Lopes da Laguna
Itaquiraí
Jardim
Juti
Laguna Carapã
Maracaju
Miranda
Mundo Novo
Naviraí
Nioaque
Nova Andradina
Novo Horizonte do Sul
Paranhos
Pedro Gomes
Ponta Porã
Rio Brilhante
Rochedo
Santa Rita do Pardo
São Gabriel do Oeste
Sete Quedas
Sonora
Terenos
Três Lagoas
Vicentina
 
Grau tolerável - bandeira amarela
 
Anastácio
Angélica
Cassilândia
Fátima do Sul
Iguatemi
Inocência
Ivinhema
Japorã
Jateí
Ladário
Paraíso das Águas
Selvíria
Tacuru
 

Glaucea Vaccar/Correio do Estado

    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
A primeiro de janeiro de 2021 tomam posse prefeitos e vereadores
    
   
Ramiro Piergentile Neto
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS