www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Geral
24/02/2021 - 18:20
Vereadores de Costa Rica fiscalizam rodovias da região e consideram que é muito cedo para cobrar pedágio na MS-306
Foto: Reprodução
Sabendo que uma das principais funções dos vereadores é fiscalizar e acompanhar às ações do executivo municipal, o presidente da Câmara de Costa Rica, Averaldo Barbosa da Costa (MDB), a vice-presidente Me. Manuelina Martins da Silva Arantes Cabral (MDB) e o 2º secretário Ailton Martins de Amorim (MDB) percorreram Costa Rica observando as condições das rodovias e obras que estão em andamento no município.
 
Entre os pontos visitados pelos vereadores, as rodovias CR-01, MS-306 e MS-223 estiveram entre os pontos visitados pelos vereadores.
 
“Visitamos essas rodovias que em período de safra são ainda mais utilizadas por nossa população, e requerem maior atenção da classe política. Primeiramente, fomos até a rodovia CR-01 Dionizio Dias da Costa, pavimentação asfáltica que está em andamento, de Costa Rica ao Parque Natural Municipal da Lage, onde conversamos com o engenheiro (no local), Gabriel Zelada”, contou o vereador Ailton Amorim.
 
Segundo relatado pela empresa Ability Construções & Prestadora de Serviços Eireli EPP (vencedora da licitação), o atraso da obra se deve à falta de material na região e a readequações no projeto.
 
“A execução da obra está devagar! O engenheiro nos falou que até quinta-feira (25) terminaria o trecho do anel viário até a ponte São Luiz. Em conversa com o Luciano (engenheiro chefe da obra), a dificuldade é encontrar a lama asfáltica, e esta tem sido entregue por uma empresa do norte de Mato Grosso, exatamente para tentar mais agilidade. Outro empecilho citado por ele é que o projeto está passando por readequação da prefeitura. Precisamos ver quais as adequações que foram propostas e se realmente o projeto necessitava dessas mudanças”, destacou o presidente Averaldo Barbosa.
 
Outro lugar visitado pelos parlamentares foi o Sistema de Ajuda ao Usuário – SAU (ponto de apoio no km 0), da Way-306, empresa que administra o trecho sob concessão da rodovia MS-306.
 
“Fomos também até a base de apoio da Way-306 e acompanhamos o tapa-buracos da rodovia. Falamos com os funcionários, trabalhadores do nosso município, o que nos anima, já que a empresa tem priorizado a contratação de costarriquenses. Entretanto, o que nos preocupa é a cobrança do pedágio, prevista para o dia 22 de março, uma rodovia que visualmente não está em condições de segurança aos motoristas”, relatou Ailton.
 
Conforme o presidente da Câmara, Averaldo Barbosa, a Casa de Leis fará um requerimento para a AGEPAN (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul), pedindo que a agência não autorize a cobrança do pedágio antes que a Way-306 realize as melhorias necessárias na rodovia MS-306.
 
“Nosso papel é fazer essa militância. Estamos dando a resposta à sociedade que está preocupada com essa cobrança, e é nossa preocupação. Vamos pedir que antes de autorizar a cobrança do pedágio, que eles façam uma vistoria para liberar, e que nossa Comissão de Obras (da Câmara Municipal) possa acompanhar. Sabemos que é uma rodovia estadual, mas que corta o nosso município, onde muitos munícipes utilizam ou vão utilizar a via. Em um mês de funcionamento do Centro de Controle Operacional, foram notificados quatro acidentes, então é uma rodovia que precisa ser duplicada com urgência. Precisamos preservar vidas e garantir essa segurança aos motoristas”, finalizou Averaldo.
Cassiane Mews/CMCR
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
CASO HENRY: VIOLÊNCIA CONTRA A CRIANÇA NÃO DISTINGUE CLASSE SOCIAL
 
    
   
Cientistas descobrem caminho para tratar a depress
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS