www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Geral
21/06/2022 - 06:40
Campo Grande amanhece sem transporte coletivo
Nesta terça-feira (21) não haverá transporte coletivo em Campo Grande. A greve não foi anunciada antecipadamente e pegou muitos usuários de surpresa. A decisão da paralisação foi tomada pelo Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Coletivo e, de acordo com o presidente Demétrio Freitas, a greve vai durar por tempo indeterminado.
 
Segundo Demétrio, os veículos não saem das garagens hoje, mesmo que o pagamento seja efetuado ainda nesta terça-feira, e a única conversa que tiveram com o consórcio foi o aviso da falta de pagamento. “Independente se pagar hoje, conforme os motoristas estão chegando, vão sendo dispensados”, disse ele ao Campo Grande News.
 
Para garantir que a paralisação, Demétrio chegou às 2h30 na garagem da Jaguar, na Vila Bandeirantes, para impedir que o carro usado para buscar os primeiros motoristas saísse do local. Funcionários que trabalham nas garagens e no administrativo estão liberados da paralisação.
 
"Fomos pegos de surpresa, a passagem um absurdo e ainda nos deixam na mão. Tive que pedir um uber, vou pagar quase R$ 40,00 e não ganho isso em um dia de trabalho. No fim a gente que fica no prejuízo", desabafou Adriele Oliveira, que é usuária do transporte coletivo e sempre pega o ônibus 307/308 no Coophamat.
 
A decisão de paralisar os serviços foi tomada depois que o Consórcio Guaicurus encaminhou um ofício aos trabalhadores anunciando que a situação financeira do grupo é “bastante grave” e não haveria condições de quitar compromissos “inadiáveis”, como pagamento de funcionários e fornecedores. O repasse do vale referente a 40% do salários dos trabalhadores já não foi realizado nesta segunda-feira, segundo advogado do consórcio.
 
Ana Oshiro e Gabriel Neris /CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
Carreiras digitais em alta: é hora de melhorar seu currículo
    
   
Douglas de Oliveira
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS