www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Saúde
28/05/2024 - 08:41
Com 2.170 doses, Costa Rica inicia campanha de vacinação contra a poliomielite em 2024
Foto: Divulgação
A Prefeitura de Costa Rica, por meio da Secretaria de Saúde, deu início à Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite no município com 2.170 doses disponíveis. A ação tem como objetivo imunizar crianças menores de 5 anos de idade e ocorre no período de 27 de maio a 14 de junho de 2024. O Dia D de mobilização nacional será no dia 8 de junho, um sábado, com atendimento das 8h às 17h nas 5 ESFs (Estratégia Saúde da Família) da cidade.
 
A poliomielite é uma doença grave causada pelo poliovírus selvagem, que pode resultar em paralisia flácida nos membros inferiores, de forma irreversível. No entanto, o Brasil está livre da doença desde 1994, e a vacinação é essencial para evitar a reintrodução do vírus no país.
 
Costa Rica recebeu um quantitativo de 1.760 doses da vacina oral (VOP) e 410 doses da vacina injetável (VIP) para a campanha contra a Poliomielite. No total, foram disponibilizadas 2.170 doses para imunização da população infantil.
 
Nesta campanha, serão utilizadas as vacinas oral poliomielite (VOP) e inativada poliomielite (VIP) para imunização das crianças menores de 5 anos. É importante ressaltar que o país está em processo de transição para a substituição das duas doses de reforço da vacina oral poliomielite pela vacina inativada poliomielite, que será adotada a partir do segundo semestre de 2024.
 
Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), atualmente existem apenas dois países endêmicos para a poliomielite: Paquistão e Afeganistão. No Brasil, o último caso da doença foi registrado em 1989, e em 1994 o país recebeu a certificação de área livre de circulação do poliovírus selvagem. No entanto, em 2023, o Brasil foi classificado como de alto risco para a reintrodução do vírus.
 
A meta da campanha em Costa Rica é vacinar pelo menos 95% das crianças de 1 a menores de 5 anos de idade contra a poliomielite. Para isso, foram disponibilizadas 1100 doses da vacina no município. A ação também visa oportunizar o acesso às vacinas, reduzir os bolsões de não vacinados e aumentar as coberturas vacinais e a homogeneidade.
 
É fundamental que os pais e responsáveis levem as crianças menores de 5 anos de idade para receberem a vacina contra a poliomielite. Para que as crianças possam receber a vacina, é necessário que os responsáveis apresentem a caderneta de vacinação em mãos, juntamente com o documento de CPF ou o Cartão do SUS. Essa medida visa garantir o registro adequado e o acompanhamento das doses administradas, assegurando a proteção contra a Poliomielite e contribuindo para a erradicação da doença no país.
 
A imunização é a melhor forma de prevenir a doença e garantir a saúde e o bem-estar das crianças.
 
Com a realização da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, a Prefeitura de Costa Rica reafirma o compromisso com a saúde da população e a importância de manter o Brasil livre da doença. A vacinação é um direito de todos e um dever de cada um.
 
Fonte:Assessoria de Comunicação / PMCR
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
Mais de 30% dos idosos do Brasil são depressivos e 16% solitários
    
   
Lei que equipara a injúria racial
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS