www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Política
04/07/2024 - 15:30
Rodolfo Nogueira recusa presidência e PL fica "sem comando" em MS
Foto: Divulgação
O deputado federal Rodolfo Nogueira (PL) recusou o pedido do presidente nacional do partido, Valdemar da Costa Neto, para assumir a Executiva Estadual do PL em Mato Grosso do Sul. Com o não do parlamentar, a legenda está sem comando no Estado.
 
"Recebi uma ligação do presidente Valdemar onde mencionou a situação do PL MS, e que ocorreria a troca de comando no Estado. Respondi que neste momento não posso assumir a presidência estadual, pois tenho um projeto viável em andamento como presidente do PL Dourados", disse Nogueira.
 
O parlamentar disse que está focado na pré-candidatura da esposa, Gianni Nogueira, para a prefeitura do município, localizado a 230 quilômetros de Campo Grande.
 
Na manhã desta quinta-feira (4), o deputado federal Marcos Pollon (PL) também recebeu ligação de Valdemar da Costa Neto. Na conversa foi informado que não estará mais a frente da gestão em Mato Grosso do Sul.
 
Em nota, o partido informou que a mudança tem anuência do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). "O deputado federal Marcos Polllon, sendo substituído pelo titular que for indicado pelo Presidente Nacional do PL, o Senhor Valdemar da Costa Neto".
 
A mudança vem após a confirmação da aliança do PL com o PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) para as eleições municipais em Campo Grande. O partido irá apoiar a pré-candidatura a prefeito do deputado federal Humberto Pereira, o “Beto Pereira” (PSDB) e deve indicar o nome do vice-prefeito.
 
Em vídeo, Pollon disse que "tomou um soco no estômago" e, contrariando a direção nacional, colocou-se como pré-candidato a prefeito, no último sábado (29). A aliança gerou insatisfação entre membros do partido, que manifestaram apoio a Pollon, nesta semana.
 
CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS
    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
Mais de 30% dos idosos do Brasil são depressivos e 16% solitários
    
   
Lei que equipara a injúria racial
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS