www.horadanoticia.com.br
Aqui você lê o que acontece de fato
 
    Hora da Notícia (67) 9924-2726    Busca
   Primeira Página
   Notícias
      › Brasil
      › Alcinópolis
      › Camapuã
      › Chapadão do Sul
      › Costa Rica
      › Figueirão
      › Paraíso das Águas
   Guia de Negócios
   Agenda de Eventos
   Colunistas
   Galeria de Fotos
   Aniversariantes
   Notas Breves
   Charges
   Entrevistas
   Quem Somos
   Expediente
   Anuncie Aqui!
   Fale Conosco
  Informativo
  Cotações
Notícias
Busca 
Geral
13/03/2008 - 04:02
Presidente da OAB vai cobrar respostas do Estado para o caso das duas jovens desaparecidas
O presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso do Sul), Fábio Trad informou ao Hora da Notícia que discutiu com a diretoria da OAB de Costa Rica sobre a precariedade do sistema carcerário e vai cobrar uma resposta do Estado para que assuma suas responsabilidades. Vai cobrar o esclarecimento do desaparecimento de duas jovens, uma delas já dura mais de um ano.



Fábio vai oficializar a Secretaria de Segurança do Estado através do programa MS contra a violência da OAB e denunciar a violação de direitos humanos nas comissões correspondentes no governo do Estado, “vamos solicitar urgência para que essa situação de descalabro e caos seja imediatamente interrompida”, disse o presidente da OAB.



Trad vai encaminhar os ofícios ao Estado na próxima segunda-feira (17), e remeter cópia para o presidente da 16ª Subseção da OAB, Roberto Rodrigues. “Vamos denunciar, cobrar e pressionar o poder público a assumir suas responsabilidades”.



Desaparecidos:



Em Costa Rica duas jovens estão desaparecidas, Vanessa Ferreira da Silva, 15 anos, desapareceu em 11 de dezembro de 2006 e Cleibiani Silva Ribeiro, 19 anos, desapareceu no dia 15 de dezembro de 2007. As famílias buscam uma resposta e cobram da autoridade policial respostas para o caso.



O presidente da OAB informou que a Comissão de Diretos Humanos da instituição vai intervir junto a Secretaria de Segurança do Estado, e cobrar esclarecimentos sobre esses desaparecimentos, “nesse momento o que atormenta a família é a ausência de respostas”. Trad prometeu agir com muito rigor na cobrança de solução junto ao poder público.



Hora da Notícia.











    
› Deixe sua opinião
Nome  
E-mail  
Mensagem 
 
Digite as duas palavras que você vê abaixo:
 
 
   
CASO HENRY: VIOLÊNCIA CONTRA A CRIANÇA NÃO DISTINGUE CLASSE SOCIAL
 
    
   
Cientistas descobrem caminho para tratar a depress
    
   
    
Publicidade
Hora da Noticia   |   (67) 9924-2726   |   [email protected]   |   Costa Rica - MS